Select Menu

Narrativas

Narrativas

Slider

Postagens


Antes de qualquer coisa...
Ontem narrei uma sessão do RPG Atisi - Aventura & Magia utilizando os personagens prontos e as idéias disponibilizadas na prévia do Livro Atisi – Aventura & Magia (Versão Bárbara), fotos no instagran @janpiertezoon. O resultado satisfatório da narrativa estimulou a elaborar essa resenha. 

Saliento que essa resenha é referente à versão prévia do livro disponibilizado no Catarse. Mas em conversa com o autor Marcelo Paschoalin, nos próximos dias será disponibilizado um fastplay; confirmo que vou narrar na Vila do RPG e no Covil do RPG em Fortaleza-CE.

O autor
Atisi - Aventura & Magia (Versão Bárbara) é criação do escritor Marcelo Frossard Paschoalin, autor de diversos RPG: Aventura e Magia, Dark Fate, Anel Elemental, Anel Elemental – O Legado e 1887 – Sob o Sol do Novo México; e dos Romances: Crença de Ossos, Regência de Ossos, participou da coletânea Vampiros de Alma, Eriana, participou da coletânea 1000 Universos, A Última Dama do Fogo, A Última Dama do Fogo: Queda de Piros e Olympus.

Catarse
Atisi - Aventura & Magia (Versão Bárbara) está em financiamento coletivo no Catarse (Catarse Flex), pois o livro está diagramado, revisado e pronto para ir para a gráfica, principal razão da escolha do Catarse Flex é a garantia que os livros serão entregues aos apoiadores independente da meta ser alcançada ou não. Os valores acessíveis de investimento, a qualidade gráfica e a riqueza de conteúdo do cenário aliado a mecânica consagrada utilizada em Barbarians of Lemuria, estimula o investimento.

Resenha 

 “Conheça um mundo de homens fortes e poderosos, mulheres belas e astutas, soberanos cruéis e decadentes, e terrores inomináveis em ruínas de civilizações antigas. Prepare suas armas e esteja pronto para destronar o mais influente dos reis com sua fúria e sua sabedoria.”

Atisi - Aventura & Magia é um cenário de Espada e Feitiçaria (Sword and Sorcery), um gênero de fantasia caracterizado por sua ênfase em combates violentos e intervenções sobrenaturais; com fortes influências egípcias e africanas, no qual a sociedade vive em uma época similar a Idade do Bronze, mas com aspectos de magia e fantasia, inspirado nas histórias de Robert Ervin Howard (Conan), Fritz Leiber (Lankhmar), Michael Moorcock (Eric of Melnibone), Poul Anderson (King of Ys), Marion Zimmer Bradley (As Brumas de Avalon) e Jessica Amanda Salmonson (Trilogia Tomoe Gozen).

Resolução de Conflitos
Atisi - Aventura & Magia utiliza a mecânica do aclamado Barbarians of Lemuria, desenvolvido por Simon Washbourne da Beyond Belief Games; de fácil assimilação e intuitivo, que emula de forma competente as situações encontradas nos clássicos contos de espada e feitiçaria. Como o sistema foi licenciado, todas as regras necessárias para se jogar estão inclusas.

No sistema de resolução de ações, quando o personagem for realizar uma ação e houver a possibilidade de falha, e por conseqüência acarretar em alguma repercussão, é necessário realizar uma rolagem de ação; role dois dados de seis faces (2d6) e some os resultados obtidos. A isso, adicione o valor de um atributo que tenha relação com o que se tenta realizar. Se estiver lutando, inclua o valor da habilidade de combate apropriada; se estiver fora de combate, inclua o nível de uma ocupação que possa influenciar o feito.

Ação fora de combate = 2d6 + atributo + ocupação + Modificadores
Lutando = 2d6 + atributo + habilidade de combate + Modificadores
Se o resultado dessa rolagem for igual ou superior a 9 (nove), a ação é bem sucedida, um 12 natural, dois 6 nos dados, é sempre sucesso; e um 2 natural, dois 1 nos dados; é sempre falha.

Ocupação é semelhante às Classes de Personagens e os Modificadores são referentes às condições submetidas ao teste. As Características: Vantagens e Desvantagens permitem rolar 3d6, mas o resultado final será o valor dos dois d6 maiores.

Crenças e Cultos
A diversidade dos habitantes no cenário de Atisi resultou em diversas crenças, com costumes e práticas distintas. Muitos deuses existem aos olhos dos atisitas, talvez tantos quanto as estrelas do céu. Porém, algumas divindades possuem uma significância maior para o povo de Atisi, e são consideradas proeminentes no panteão, possuindo templos maiores e recebendo mais oferendas.

Magia
Em Atisi a magia é sutil e selvagem; poucos são aptos a manipulá-la. O conhecimento místico pode ajudar a resolver diversos problemas, mas não deve ser a chave para solução. A Magia pode causar desgaste físico ao personagem, impossibilitando de canalizar a essência para realizar magias; e em outros casos o personagem está sujeito a corrupção arcana; que transforma seu corpo em uma mácula demoníaca. Esses riscos resultaram em algumas restrições:
Adivinhação: Oráculos existem, mas são raros e imbuídos com poderes que nenhuma magia pode replicar. Portanto, não é possível identificar nem mesmo um pergaminho escrito em um idioma desconhecido usando magia.
Artilharia: A magia não serve para transformar seus conjuradores em armas de destruição em massa – esferas flamejantes e meteoros caindo do céu são coisas impossíveis. – Contudo, fazer com que mãos esqueléticas saiam do chão e golpeiem um oponente, ou que unhas cresçam para atacar como garras por um instante, por exemplo, podem ser alternativas viáveis para quem deseja usar magia para fins ofensivos diretos.
Transporte: Voar e teleportar são coisas que nenhuma magia pode realizar. Mesmo uma simples levitação não consegue ultrapassar buracos ou impedir que uma queda seja fatal.
Trazer alguém de volta à vida: Quando alguém morre, é o fim de sua existência, e magia alguma pode mudar isso. Ainda assim, há alguns que ousam brincar com tais forças e, ao tentar reerguer um morto, o que conseguem é apenas fazer com que os restos caminhem uma vez mais, como uma aberração sem vontade ou um zumbi tomado por energias malignas.

Secção da Mestra
Marcelo Paschoalin de forma louvável decidiu que o livro teria todos os seus termos flexionados para o gênero feminino, as palavras que se referirem a quem está jogando e a quem está conduzindo a aventura - Jogadora e Mestra, mas quando forem referenciados os próprios protagonistas, o gênero masculino é o alvo: os heróis.

Aventuras e Sagas
Encerrando a prévia do livro de Atisi - Aventura & Magia há tabelas de resultados aleatórios com idéias de Aberturas de Narrativa e Desenvolvimento de Tramas. Para ajudar a Mestra foi incluído o Apêndice I – Nomes com uma lista com diversos nomes e quatro personagens prontos.

Considerações
Atisi é compra certa... Cenário e Mecânica aliados de formar a proporcionar aos jogadores sessões memoráveis, adquira o seu exemplar via financiamento coletivo no Catarse e ajude a tornar realidade essa ideia. Contribua com o Financiamento Coletivo de Atisi no Catarse Flex e acompanhe as informações no Facebook


- -

A adaptação de Jhon Carter de Marte para o sistema GeneSys RPG recebe mais um suplemento: Goolians – Barsoom, na qual, apresenta uma nova raça para os jogadores e dois novos personagens de destaques para suas narrativas.



O GeneSys RPG é um sistema de RPG universal, de fácil assimilação que através de um conjunto de regras flexível, permite explorar os elementos do jogo em diferentes níveis de profundidade: mais simples ou mais detalhado, realista ou fantástico, focando a estratégia, imersão ou narrativa em diferentes graus.

Para utilizar o adaptação de John Carter de Marte e obter um melhor aproveitamento do material apresentado, baixe o Fastplay do sistema GeneSys RPG no site da Grifo Editorial, há diversas aventuras prontas disponibilizadas e regularmente são realizados playtest em eventos de RPG.

Baixe o Fast Play de GeneSys RPG no site da Grifo Editorial e participe do Grupo no Facebook, pois sempre há novidade e aventuras prontas para narradores que desejam conhecer o sistema.


- -

Sense8 é uma série adulta que aborda diversos temas em debates na sociedade, principalmente a diversidade sexual e o choque de culturas.

A adaptação de Sense8 para RPG começou como uma adaptação para Mago: A Ascensão, mas após a primeira sessão os jogadores optaram para o sistema GeneSys RPG,  pois há maior liberdade na composição dos personagens.

Aviso de Spoiler – Saliento que para realizar a adaptação de Sense8 para GeneSys RPG foi necessário detalhar diversas informações que estão dispostas na primeira temporada.

Para utilizar a adaptação de Sense8 e obter um melhor aproveitamento do material apresentado, baixe o Fast Play do sistema GeneSys RPG no site da Grifo Editorial, também é possível baixar diversas aventuras prontas que são disponibilizadas.

- -
Após o sucesso da 1ª edição do Café com RPG, o Café Lúdico em parceria com a Vila do RPG irá realizar na próxima sexta-feira, dia 04 de março, a 2ª edição do Café com RPG, que disponibilizará cinco opções de one-shot (sessão única).
Se procura por um Happy Hour diferente venha participar do Café com RPG.
Café com Rpg
Vem aí a segunda edição do CAFÉ COM RPG!
Após uma primeira edição mais que bem sucedida, nosso time de mestres já está preparado para retornar ao Café Lúdico - Fortaleza, trazendo uma nova seleção de mesas disponíveis para o público RPGista!
Se você compareceu ao primeiro, venha novamente jogar com a gente! E se você não foi, essa é sua chance de conhecer nosso projeto e rolar os dados!
EVENTO GRATUITO!
Data: 04/03/16 (sexta-feira)
Horário: 19 às 22 horas.
Local: Café Lúdico (Rua Delmiro de Farias, 685, Jardim América, Fortaleza).
Telefone:(85) 3067-7700
Programação:
O Um Anel – Mestre: Dmitri Gadelha.
Terra Devastada – Mestre: Leonardo Mota.
3:16 Carnificina entre as Estrelas – Mestre: Edilson Belangier.
Mundo das Trevas – Mestre: Rian Roriz.
Guerra dos Tronos RPG – Mestres: Jessé Lima.

Covil do RPG – Benfica
Nesse final de semana, no encontro semanal do Covil do RPG no Shopping Benfica vou iniciar uma campanha de Guerra dos Tronos RPG, segue abaixo a programação para esse final de semana e a sinopse da minha campanha.
Programação:
Guerra dos Tronos – Narrador: Jan Piertezoon
Jade Punk – Mestre: Tiago Jadson
Lobisomem: O Apocalipse – Mestre: Stênio Gomes
GeneSys RPG: Mestre: Filipe Muniz
Desafio dos Bandeirantes: Mestra: Arusha Oliveira
Dungeons & Dragons 5ªed. – José Emygdio 

Guerra dos Tronos – RPG
Campanha: Rebelião Blackfyre
Sinopse
Em 182DD, Porto Real está em conflito, pois a influência de Dorne na Fortaleza Vermelha através de Myriah Martell esposa do príncipe Daeron Targaryen tem incomodado a diversas famílias, que ainda amargam a derrota durante o reinado de Daeron I e há rumores que o príncipe Daeron Targaryen é filho da rainha Naerys Targaryen com Aemon Targaryen, O Cavaleiro Dragão.
Apesar desses fatos o Rei Aegon IV, O Indigno continua com o seu desgoverno e convida as grandes casas de Westeros a se fazerem presentes no torneio dos jovens escudeiros, o campeão receberá um presente do rei.
Local: Covil do RPG – Shopping Benfica.
Dia: 06 de março de 2016.
Horário: início às 13hs e término às 17hs.
Frequência: quinzenal.
Número de Jogadores: máximo de seis jogadores.
Criação de Personagens e da Casa Vassala: no local.    
- -

“Sacrifícios humanos, seitas profanas manipulando os bastidores da sociedade, pesquisas secretas com formas de vida desconhecidas, cidades decadentes sob o domínio sanguinário das criaturas da noite”

Pois bem, jogamos seis sessões do playtest do RPG Obscura: Investigação, Terror e Desespero, novo RPG em desenvolvimento da Redbox Editora, apesar do palytest ter sido disponibilizado em abril de 2015, só agora no começo de 2016, que conseguimos jogar.

Inicialmente a Redbox pleiteava relançar o sistema Trevas, depois veio o anúncio que não iria mais publicar a linha de RPG do sistema Trevas, de Marcelo Del Debbio, em sua quarta edição e aproveitou o momento para divulgar o desenvolvimento de um novo RPG, denominado provisoriamente de Vertigo, mas em abril de 2015, a Redbox Editora liberou o playtest de seu novo RPG de horror pessoal, agora denominado de Obscura: Investigação, Terror e Desespero, ou simplesmente... Obscura.

Os interessados em participar do playtest se cadastram no site da editora e recebem três arquivos: O Guia de Regras, A aventura pronta – Horror em Dyatlov Pass e fichas prontas dos personagens. Após realizarem o playtest os participantes são convidados a responderem um pequeno questionário referentes a sua experiência com o Obscura.

Antes de iniciar a resenha, deve-se ficar bem claro que sou um fã dos produtos da Redbox Editora, o tema de Obscura muito me agrada e a diagramação do Guia de Regras é muito funcional, deixando a leitura agradável.

Tomo 1 – Regras de Playtest

“Os sinais são evidentes: a fé na bondade divina não é mais importante. O Maligno encontra abrigo em meio ao ceticismo moderno, ansiando o momento em que tomará o mundo.”

O Guia de Regras inicia com dois fatores importantes:
Definição: Obscura é um de RPG de terror, horror e fantasia urbana que utiliza cenários amaldiçoados onde a esperança morreu há tempos; e o
Aviso: ATENÇÃO: O texto contido neste documento trata de temas fortes e tem um teor destinado a leitores maduros, portanto inadequado a menores de 18 anos.

A Criação de Personagens

O playtest apresenta todas as informações necessárias para a criação de personagens, o que foi muito útil, pois na aventura pronta Horror em Dyatlov Pass, decidimos criar os personagens, não utilizamos os personagens prontos. De uma forma, bem prática a criação de personagens obedece a oito etapas, que podem ser reduzidas para quatro etapas, se o jogador adquirir para o seu personagem, Profissões que reúnem: Perícias, Qualidades, Defeitos e Equipamentos.

Os jogadores recebem seis Pontos de Aspectos que são utilizados para adquirir Perícias, Qualidades e Poderes. O jogador inicia a criação de personagens registrando o nome do personagem e determinando três Santuários, que podem ser pessoas, objetos e crenças; com a função de âncoras da sanidade que concedem Pontos de Consciência impedindo a degradação mental do personagem.

O Jogador escolhe três adjetivos para compor o seu Perfil Psicológico, característica que define o comportamento do seu personagem, servindo de guia para sua interpretação e conferindo algumas premiações em Pontos de Perseverança.

A escolha das perícias é um momento bem interessante, pois o jogador escolhe as perícias e compra um Nível Pericial que possui um custo cumulativo de Pontos de Aspectos, a cada Nível Pericial adquirido o tipo de dado utilizado nos testes é alterado, ou seja, Perícia Destreinada d6, Novato d8, Competente d10 e Professional d12. Cada Perícia engloba um conjunto de Aptidões, na qual fornecem um bônus de +1 quando utilizadas, dessa forma, um personagem com Raciocínio competente (1d10) e Aptidão Intuição rola 1d10+1.

O jogador escolhe e investe Pontos de Aspectos para obter as Qualidades, mas algumas possuem pré-requisitos. Os Defeitos conferem Pontos de Aspectos adicionais ao jogador, limite máximo de três pontos. No término da criação de personagem o jogador escolhe os equipamentos, anota os Pontos de Vida, Pontos de Consciência e os Pontos de Perseverança.


Vitalidade & Perseverança

A Vitalidade segue uma espiral da morte, quanto maior a degradação física do personagem, maiores as penalidades impostas. Os Pontos de Perseverança: representam a determinação do personagem em conquistar seus objetivos. O personagem investe os Pontos de Perseverança para acionar algumas Qualidades, Poderes, Manobras Especiais e obter dados extras.

Profissões & Equipamentos

Profissões são conceitos de personagens que orientam na interpretação e definem as Perícias, Qualidades, Defeitos e Equipamentos, agilizando o processo de criação de personagens. As Profissões são: Caçador Sobrenatural, Detetive, Explorador, Ladrão, Parapsicólogo, Médico e Repórter. No Capítulo de Equipamentos do fastplay de Obscura encontramos os principais e necessários equipamentos para os personagens.

Resolução de conflitos

De forma resumida, os testes são realizados através de jogadas de dados equivalentes ao seu Nível de Perícia, aplicam-se os modificadores e o resultado será chamado de Desempenho que deverá superar a dificuldade denominada de Nível de Desafio. Há Falhas Críticas quando no dado for rolado 1 e Acertos Críticos quando for rolado o valor máximo do dado em questão.

O Combate em Obscura é RÁPIDO e LETAL, deixando sérias sequelas, após a iniciativa o atacante realiza um teste resistido das perícias de combate contra a perícia de defesa do alvo, o atacante obtém sucesso quando o resultado iguala ou supera a Defesa do alvo. O Dano infligido ao alvo é a soma do dano do ataque e os sucessos adicionais superiores a Defesa. No caso de Acertos Críticos o alvo é mutilado, há uma tabela de exemplos de mutilações, o Narrador determina o efeito rolando 1d10 na Tabela de Mutilações.

A Degradação do Personagem

Obscura apresenta regras para emular a degradação mental do personagem proveniente do Terror, através das características: Pânico, Tentação e Degradação Mental.

O Narrador pode solicitar um teste de Pânico ao jogador sempre que o personagem presenciar cenas apavorante ou incompressível, ou seja, o jogador realiza o teste de Perícia Vontade (Coragem) + Modificadores e deve ser bem sucedido para suportar a situação, mas se falhar o personagem será acometido por um colapso nervoso e estará sujeito a Aflições que devem ser roladas de forma aleatórias em uma tabela sugerida e sofrem a perda de Pontos de Consciência.

O personagem estará exposto a diversas situações que podem instigá-lo à sucumbir aos seus desejos, geralmente ligados ao seu Perfil Psicológico. O Narrador solicita ao jogador um teste de Perícia Vontade (Autocontrole) se bem sucedido o personagem supera a tentação, mas em caso de falha, a Tentação, suas ações passam a ser movidas por seus desejos, realiza atitudes mesmo sabendo que são errôneas e perdem Pontos de Consciência.

A Degradação Mental ou perda da sanidade, deve-se ao fato que o personagem a cada falha nos testes de Pânico e Tentação perde Pontos de Consciência e essa perda gradual por consequência acomete o desenvolvimento de traumas psicológicos permanentes.


Presença Maligna & Montrons

A Presença Maligna está presente em locais amaldiçoados, na qual, as forças sobrenaturais dominam, fortalecendo as criaturas das trevas e causando diversos eventos catastróficos aos personagens. E encerrando o Guia de Regras, um breve capítulo com informações básicas para o narrador criar e adaptar seus monstros sobrenaturais.

Considerações finais

Apenas a leitura do fastplay não é o suficiente para formular uma opinião, quando peguei o material a primeira vez, achei bem simples e não interessou ao meu grupo de jogadores, mas depois de reler o material e criar um minicenário, o sistema de regras de Obscura, denominado DOGMA, fluiu muito bem.

Os personagens dos jogadores possuem diversos recursos a sua disposição, mas a degradação mental do personagem é constante, um clima bem ao estilo de Rastro de Cthulhu.

O sistema de regras, DOGMA é bem interessante e de fácil assimilação, deixando a narrativa bem fluída, não gostei das constantes tabelas de recursos aleatórios, mas isso é o de menos, o Narrador não é obrigado a adotá-las. A aventura pronta Horror em Dyatlov Pass foi bem divertida e explora bastante o sistema, além disso também jogamos a adaptação de Luiz Claudio Gonçalves, Insurreição Z, que ficou perfeita.  

Obscura merece sua atenção, joguem e deem o feedback a Redbox Editora que se esforçar para desenvolver material de qualidade. A Redbox Editora cresceu muito e está investindo em diversas áreas, mostrando que acredita no potencial do RPG, Card Game e Board Game.

O fastplay, a aventura pronta e as fichas dos personagens estão disponibilizadas no site da Redbox Editora. Joguem também a adaptação de Luiz Claudio Gonçalves, Insurreição Z e acompanhem o desenvolvimento de Obscura no Grupo do Facebook.    

- -

Antes do Bestiário de Barsoom...


Workshop - GeneSys RPG

Tenho que parabenizar a Grifo Editorial na pessoa de Filipe Sobreira Muniz que realizou um Workshop de GeneSys RPG, no dia 6 de fevereiro, para um grupo de narradores no Café Lúdico, na qual, o fastplay do sistema GeneSys foi explicado minuciosamente, diversas dúvidas foram sanadas e os narradores foram estimulados a se envolverem ainda mais com o projeto GeneSys.

O workshop resultou em uma grande troca de experiência, e muitas ideias surgiram durante a explanação, no meu caso, resultou no desenvolvimento do cenário Os Guardiões da Humanidade, um jogo de terror, horror e fantasia urbana, que está disponível no grupo de GeneSys RPG no Facebook.

Agora voltando ao assunto principal...


Bestiário de Barsoom

Continuando com a adaptação de John Carter de Marte para GeneSys RPG (confira a 1ª parte da adaptação), apresento O Bestiário de Barsoom, com doze criaturas únicas, seis personagens de destaques, ou seja, pdm prontos para serem utilizados em suas narrativas e uma nova raça para os personagens dos jogadores.

Em breve mais três complementos da adaptação de John Carter de Marte para o sistema GeneSys RPG: O Planeta Barsoom, O Guia de Raças e o Cidades: Sociedade & Cultura.


O GeneSys RPG é um sistema de RPG universal, de fácil assimilação que através de um conjunto de regras flexível, permite explorar os elementos do jogo em diferentes níveis de profundidade: mais simples ou mais detalhado, realista ou fantástico, focando a estratégia, imersão ou narrativa em diferentes graus.

Para utilizar o adaptação de John Carter de Marte e obter um melhor aproveitamento do material apresentado, baixe o Fastplay do sistema GeneSys RPG no site da Grifo Editorial, há diversas aventuras prontas disponibilizadas e regularmente são realizados playtest em eventos de RPG.

Baixe o Fast Play de GeneSys RPG no site da Grifo Editorial e participe do Grupo no Facebook, pois sempre há novidade e aventuras prontas para narradores que desejam conhecer o sistema.


.
- -

Na semana passada jogamos a aventura O Caso de Clermont que vem no Fast Play do RPG Medievo, do autor Raphael Lima, disponibilizado no site da Editora Mundos Colidem, uma aventura inicial de curta duração, mas que possibilita aos jogadores explorarem bem o sistema e terem vários momentos de interpretação, foram duas sessões e ao final ficou um sentimento de “quero mais”.

Deve-se ficar bem claro que a proposta do RPG Medievo é explorar o período da Baixa Idade Média em um contexto histórico com uma presença quase imperceptível de fantasia clássica, sem a diversidade das “raças comuns” em cenários de fantasia medieval (elfos, anões, gnomos...) e sem a presença de magias arcanas e divinas.

O "cenário" da Baixa Idade Média é riquíssimo e possibilita ao narrador explorar diversos momentos, pois o segundo período da Idade Média, compreendido entre os séculos XI e XV, no qual, destaco algumas características: A Crise do Feudalismo, As Cruzadas, Renascimento Comercial Renascimento Urbano e a Peste Negra.

Criação de Personagem

Na criação de personagem o jogador deve elaborar o histórico, definindo a sua identidade que reúne as características; Nome, Profissão, Sexo, Idade e Mentalidade. As Profissões equivalem às classes dos personagens em outros RPG, são elas: Artesão, Cavaleiro, Clérigo, Gatuno, Navegante e Saltimbanco; cada uma apresenta um conjunto de Aspectos que adicionam dados/d6 as suas jogadas e orientam o jogador na interpretação do personagem. A Mentalidade define a personalidade e religião do personagem, algo do tipo; cristão católico fervoroso, cristão leal, cristão desonrado. 

Em seguida o jogador escolhe doze Aspectos, no qual, cinco Aspectos devem estar relacionados à Profissão e sete Aspectos de contexto geral, dentre os quais, dois devem ser desfavoráveis ao personagem, uma espécie de Aspecto negativo.

Os Aspectos definem o nível de Ataque e Defesa, inicialmente cada personagem tem um ponto/dado em cada característica, mas determinados Aspectos adicionam mais pontos/dados. A Vontade do personagem que representa à Resistência do personagem em situações de estresse, utiliza a mesma mecânica de Ataque e Defesa.

Honra e Desonra, todos os personagens começam com 3 Pontos de Honra, que podem ser utilizados para adicionar um dado a qualquer jogada, mas a medida que cometem atos que vão contra a sua natureza e a ordem da sociedade medieval, o personagem adquire Pontos de Desonra, e quando o valor de Desonra superar o valor de Honra, o personagem recebe um redutor de -1 dado em todas as jogadas sociais para cada ponto de diferença.

Todos os personagens possuem 10 Pontos de Vida e três níveis de ferimento: Sadio (sem modificador), Machucado (-1 dado) e Grave (-2 dados).

Encerra-se a criação de personagem anotando o valor do nível de Armadura, o Movimento (9 metros para todos os personagens), descrevendo as Posses e os Equipamentos.

Resolução de Conflitos

A resolução de conflitos de Medievo RPG é bastante competente, os testes são realizados da seguinte forma: o jogador lança uma quantidade de dados d6, aplicam-se os bônus e penalidades na quantidade de dados, os números pares em cada dado são considerados sucessos e os números impares são considerados fracassos, os valores do teste devem igualar ou superar a dificuldade estabelecida pelo narrador, já em testes resistido vence a disputa quem obtiver o maior número de sucesso, a elegância desse sistema deixa a narrativa bem fluída.

Durante a resolução do combate, utiliza-se a mesma mecânica básica, além disso, em diversas ações os personagens estão sujeitos a sofrerem as penalidades devido à fadiga, essas Condições de fadiga resultam em reduções dos dados dos personagens. Nas rolagens em que dois dados apresentem os resultados repetidos de 1 ou 6 geram, respectivamente, Erro e Acerto Crítico. No caso de um Acerto Critico o jogador pode gastar um ponto de Honra e descrever a ação, algo do tipo, aos Ponto de Destino do FATE e os Pontos de Controle Narrativo do GeneSys.

A Evolução do Personagem

Em Medievo a regra de evolução dos personagens, segue o padrão de pontuação absoluta e unitária, igual a adota nos sistemas Storyteller/Storytelling, a sugestão é de distribuir, para cada jogador, 1 ponto por frequência e interação; 1 ponto por interpretação e coerência e 1 ponto adicional ao fim de capítulos e jornadas, no qual, podem ser utilizados para a melhoria das Características passiveis de evolução: Aspectos, Ataque, Defesa e Vontade.

Considerações finais... afirmo que Medievo tem um cenário riquíssimo a ser explorado e um sistema de resolução de conflitos competente, no aguardo do livro básico previsto para o segundo semestre de 2016.


-